Guia da boa vizinhança: saiba como viver bem em condomínio

Morar em condomínio oferece inúmeras vantagens, como a praticidade, segurança e atividades de lazer no quintal de casa. No entanto, exige algumas adaptações, principalmente no que diz respeito ao convívio com os outros moradores.

Para garantir a boa convivência, cada condomínio tem regras que variam, mas os deveres e direitos dos condôminos são definidos por um Código Civil que vale para todos. Além das obrigações, existe uma série de atitudes essenciais para viver bem em condomínio. Por isso, separamos algumas dicas sobre o assunto.

A paz da sua vida em família dentro de um condomínio pode ser assegurada com alguns cuidados básicos | Foto: Banco de Imagens

A paz da sua vida em família dentro de um condomínio pode ser assegurada com alguns cuidados básicos | Foto: Banco de Imagens

Conheça os direitos e deveres do condômino

O Código Civil foi criado visando o bem estar dos moradores, funcionários e proprietários de condomínios. O regimento vale para todo o país e é atualizado de tempos em tempos.

Entre os direitos dos condôminos estão: uso livre das áreas comuns, participar e opinar nas assembleias sobre decisões do condomínio, um quarto dos moradores pode convocar uma assembleia e metade pode depor um síndico. Já os deveres envolvem: pagar em dia as taxas do condomínio, respeitar as regras e não realizar obras que alterem a fachada ou a segurança do espaço.

Conheça e cumpra as regras do local

Além dos deveres, cada morador deve cumprir o regulamento do condomínio. Como essas regras variam, para evitar dores de cabeça, logo que se mudar para um novo residencial, converse com o síndico e peça uma cópia do regulamento. Por mais que seja tentador deixar alguma recomendação de lado, é de extrema importância cumprir todas.

Seja cordial com os vizinhos

A cordialidade é um dos pilares para boas relações, por isso, não tenha medo de ser cordial. Além das saudações comuns ao cruzar com seus vizinhos, como “bom dia”, “boa noite”, etc, seja gentil e prestativo.

Sempre que tiver uma oportunidade, participe de atividades em comum com os outros moradores e faça da situação um momento favorável e descontraído. Preocupe-se com seus vizinhos e demonstre: procure saber como eles estão e, caso solicitado, não hesite em dedicar a sua ajuda.

Ajude a manter o condomínio limpo

Por mais que o condomínio conte com funcionários que cuidam da manutenção e limpeza, a responsabilidade pela organização do local é de todos os moradores. Ajudar a manter o condomínio limpo também colabora com a boa convivência e a forma como os outros condôminos enxergam você. Afinal, ninguém quer ser considerado o desorganizado da vizinhança, não é mesmo?

Para isso, basta apenas tomar algumas atitudes simples, como separar lixo orgânico do comum, descartar óleo de forma adequada e não jogar lixo no chão das áreas comuns. Se você tem animal de estimação, quando for passar com ele, leve um saquinho para recolher as fezes.

Não perturbe a vizinhança

Não ligue aparelhos de som ou de TV com volume alto, principalmente à noite. Fique atento também ao tom das conversas depois das 22 horas. Evitar fazer barulho é um gesto de empatia essencial à boa convivência dos condomínios, pois ninguém gosta de ter a sua tranquilidade afetada.

Seguindo esses passos, viver bem em condomínio é uma consequência. Desafios sempre irão existir, mas qualquer situação pode ser contornada com mais facilidade quando os moradores pensam no bem estar coletivo.

Você gostou desse conteúdo? Continue acompanhando o Blog da Volendam para não perder nenhum artigo.

Deixe um Comentário